segunda-feira, fevereiro 11, 2013

Sem drama

Rossio
Poucas pessoas gostam de poesia,
embora a maioria,
como é sabido, diga que sim.
É que a  poesia, erva ruim,
cresce sem pedir licença
e não precisa de jardim
para marcar presença.

Vicejando em qualquer lado,
há quem a ponha na lapela
para o encontro aprazado.
Outros mostam-na à janela
no lugar do cortinado.

Mas, sem que nisso haja drama,
raros são decerto aqueles
que a fazem dormir com eles
noite após noite na cama.

6 Comments:

Blogger Vento said...

:))
sorrindo, Torquato!
é que por vezes nem sei o que te dizer!
decerto que a ti ela te acompanha :)
onde quer que seja!

beijo.

4:00 da tarde  
Blogger jrd said...

Perdoa a ironia, não te zangues comigo, mas, como não sou poeta, resta-me dormir com a poesia dos outros...

Abraço

5:33 da tarde  
Blogger addiragram said...

A Poesia para os não-poetas é uma âncora, é um sedimento, é uma espuma, são fragmentos que nos acompanham.

7:26 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Acompanha-nos a todos, em toda a parte, cara Maria! Um beijo também.

Parecendo-me duvidoso que não sejas poeta, amigo João, espero que durmas muito bem...

Cara Margarida, tenho a certeza de que a poesia é tudo isso e muito mais para si.

10:01 da manhã  
Blogger Olinda Melo said...


:))

Não há dúvida que faço minhas as palavras do jrd. E fico feliz por haver poetas, por escreverem em qualquer sítio,em qualquer lugar,quando bate a inspiração, num guardanapo de papel ou numa folha timbrada ou numa folha virtual, porque o proveito é sempre meu.

Abraço, caro Torquato.

Olinda

9:12 da tarde  
Blogger OutrosEncantos said...

foste embora sem avisar, querido amigo
deixas uma imensa saudade

fica em paz, Torquato
beijo

12:58 da manhã  

Publicar um comentário

<< Home