sexta-feira, março 07, 2008

Sem carta de marear










Acrílico
sobre tela
TL, 2008

Fingimos ser felizes e fazemos
de conta que sabemos navegar,
mas, fracos nautas, não temos
carta de marear.

A quem anda à bolina é de somenos
a praia onde acostar.

7 Comments:

Blogger RAA said...

É bem verdade, caro Torquato.
Um abraço.

7:12 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Um abraço também, caro Ricardo.

9:00 da tarde  
Blogger JRL said...

famintos de coordenadas. por isso navegamos... :) seja à bolina, seja para aportar. um beijinho.

1:07 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Outro beijinho, Joana.

4:03 da tarde  
Blogger marta said...

Quando felizes, sabemos bem qual a praia onde queremos aportar


Beijinho

10:50 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Certamente, Marta. Um beijinho também.

8:49 da manhã  
Blogger mariazinha said...

navegar à bolina é bom. sensação de liberdade.

beijo*

10:36 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home