sexta-feira, junho 11, 2010

Amigos

Jardim do Príncipe Real

Houve um tempo que abundava em amigos,
uns mais recentes, outros mais antigos,
no fim de contas todo o mundo o era.
Mas o mar tem marés altas e perigos,
ondas boas e más, prémios, castigos
e dias que não são de primavera.
Por isso mesmo a multidão de amigos
foi minguando e onde era uma avenida
com muita gente é hoje uma travessa
certamente mais só, mas o que interessa
é saber preservá-la para a vida.

12 Comments:

Blogger Márcia Maia said...

Vim agradecer o presente que o Correio me trouxe , ontem, e deparo com este poema. Belo e realista. Assim também me sinto. Assim é a vida, não é?

O seu Espelho Íntimo mal chegou e já me deixou encantada. E li apenas uns poucos poemas, porque recebi ontem à noite.

Muitíssimo obrigada, Torquato. Em breve darei mais notícias. ;)

Um beijo grande daqui, do outro lado do mar, onde o quase-inverno insiste em parecer verão.

11:58 da manhã  
Blogger mdsol said...

Sempre delicado e claro

:))

12:04 da tarde  
Blogger _Sentido!... said...

Me comovi Torquato!
Lembro esse jardim com muitos amigos, nos meus vinte anos. No tempo em que os amigos eram amigos de verdade, para o que desse e viesse. No tempo em que a gente vigiava angustiado, se o outro precisava de silêncio, para não lhe falhar no momento certo. Era no tempo em que amigo não traía, nem perdia a paciência e dizia sempre, olhos nos olhos o que o outro precisava ouvir, não escrevia recados pelas paredes! Gosto sempre de te ler. Este poema tocou-me particularmente. Senti uma saudade imensa do tempo dos amigos!
Beijo.

1:00 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Um beijo transatlântico também, cara Márcia. Aqui é quase Verão, embora não pareça...

Retribuo o :)) com muito gosto, Mdsol.

Cara _Sentido!..., como eu a compreendo... Outro beijo.

3:18 da tarde  
Blogger gabriela r martins said...

in feliz mente...... que fazer ,senão preservar os verdadeiros?




.
um beijo ,Amigo

3:39 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Beijo também, Gabriela amiga!

5:29 da tarde  
Blogger jrd said...

Que importa se forem poucos, se forem bons!
Abraço

11:51 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Claro, amigo João!
Outro abraço.

9:12 da manhã  
Blogger Rosa dos Ventos said...

Belo poema e um belo jardim!

Abraço

4:51 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Abraço também, Rosa!

6:34 da tarde  
Blogger Vieira Calado said...

Já há um tempo

que por aqui não vinha.

O Verão não é bom conselheiro

para estas coisas...

Forte abraço

1:23 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Forte abraço retribuído, caro Vieira Calado.

9:28 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home