segunda-feira, setembro 06, 2010

Antes de amanhecer

Escadinhas do Duque

Antes de amanhecer, isto é, no tempo obscuro
em que não cria ainda que pudesse haver
alguém igual a ti a marcar-me o futuro
do modo intenso que não era de prever,
eu caminhava inerme, crédulo e descalço
e o mundo à minha volta era um cenário falso.
Mas, quando tu chegaste, a noite recuou
e a vida fez-se o palco livre e luminoso
da peça onde me entrego inteiro como sou
àquilo que me inquieta e no entanto ouso.

9 Comments:

Blogger OutrosEncantos said...

Gosto de te ler Torquato.
Gosto muito!
Abraço!

9:44 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Ainda bem! Fico feliz por isso.
Outro abraço.

2:07 da tarde  
Blogger gabriela r martins said...

terminadas as férias ,e o tempo de "jibóiar" ,retomo a leitura diária dos blogues do meu contentamento .nem sempre comento ( como sabes ) mas todos os dias retenho algo novo ....

...e ,mais uma vez ,sem engano ,perco.me na leitura deste excelente poema




.
um beijo

4:28 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Um beijo (muito grato) também, querida Gabriela!

4:58 da tarde  
Blogger jrd said...

Muito Bom!
Uma encenação mais do que perfeita.
Abraço

6:44 da tarde  
Blogger mdsol said...

:))))

9:07 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Mais um abraço, João!

:)))), Mdsol!

9:51 da manhã  
Blogger addiragram said...

Um grande prazer, este seu poema.
Lindo.

11:32 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Um abraço, Margarida!

9:05 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home