segunda-feira, setembro 07, 2009

O medo

Largo do Rato / Foto TL, 2009

O mais que podemos é gerir o medo
que nos assalta desde cedo
e não pára de crescer:
tudo aquilo que fazemos
visa evitar o que tememos
que venha a suceder.

Há o medo da dor
que se guarda em segredo
e também do desamor
que dá lugar ao enredo,
mas de todos o maior
é o medo de ter medo.

5 Comments:

Blogger jes said...

No Largo do Rato o medo tem cor... é rosa.

Abraço

2:40 da tarde  
Blogger jrd said...

Já dizia o grande Shakespeare: É do teu medo que eu tenho medo.
Abraço

2:58 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Sempre atento e oportuno, caro João!
Outro abraço.

Nada mais certo, caro JRD.
Abraço também

4:15 da tarde  
Blogger mdsol said...

É sempre muito bom passar por aqui.
:)))

7:58 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Bem haja, cara Mdsol!
:)))

8:46 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home