sábado, agosto 22, 2009

Terra prometida

Barlavento algarvio/ Foto TL, 2008

Afasta de ti o cálice amargo
da cicuta que te envenena a vida,
dá todo o pano à vela, faz-te ao largo
e avistarás a terra prometida,
onde consta que jorram abundantes
o leite e o mel, como diziam dantes.

E, embora saibas que ela não existe,
pois tudo é sonho, tudo é ilusão,
essa terra que apenas entreviste
há-de oferecer-te a íntima razão
para seguires em frente e procurares
o que ao longo da vida imaginares.

4 Comments:

Blogger jrd said...

Vai então e segue a imaginação.
Abraço

12:01 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Isso mesmo, caro JRD.
Outro abraço.

8:35 da manhã  
Blogger nadir said...

lindo! Gostei tanto, que fiquei a pensar nessa terra, onde imagino que também as estrelas, sejam alimento para a fogueira dos sonhos.

abraço

margarida

5:37 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Um abraço também, cara Margarida.

8:07 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home