quinta-feira, fevereiro 08, 2007

O tempo












O Ardina
Porto, 07.02.2007
Foto TL

Dissipamos as horas, na suposta
certeza de que os dias obedecem
a um ciclo imparável. Ninguém gosta
de admitir que não tem resposta
para as coisas que lhe acontecem.
E o tempo é um mistério que esvoaça
sobre as certezas que ultrapassa.

16 Comments:

Blogger Laura Lara said...

Tão verdade, Torquato! E tão belo!
Beijinhos

7:52 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Mais beijinhos, Laura, e obrigado.

9:17 da manhã  
Blogger António Baeta said...

Eu acredito no absurdo da vida, mesmo quando não tenho respostas para o que me acontece, mas gostei muito do que dizes, particularmente quando concluis: "E o tempo é um mistério que esvoaça/sobre as certezas que ultrapassa."
Um abraço, grande.

2:57 da tarde  
Blogger peciscas said...

O que seria da vida sem mistérios?
Essa foto da estátua do ardina aqui do meu Porto, que uma vez um imbecil resolveu vandalizar, fica aí a matar.
Já há muito que não consegui entrar aqui no Ofício, pois o link que tenho no meu Peciscas, não estava a funcionar.
Vim pela mão da Clara.
Vou ver se consigo corrigir a situação.

6:21 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Caro Toy:
Outro abraço, igualmente grande.

Caro Peciscas:
Visito-o quase todos os dias. Com muito gosto.

7:23 da tarde  
Blogger Susana Barbosa said...

O imperdoável Tempo...
Como bem o dizes Torquato!
Bjs

12:57 da manhã  
Blogger bom dia isabel said...

Ofício diário o da escrita com a certeza de que as palavras me trarão outras na volta do correio. Deste Algarve ,azul da beira-mar, desejo-te um bom fim de semana. Neste canto onde o poema é o objecto de cada dia deixo-te um beijo e o desejo de um bom fim de semana.

8:13 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Susana:
Bjs também para ti.

11:53 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Bom dia, Isabel!
Gostei do teu blog. Transmite força e alegria de viver.
Outro beijo e bom fim de semana!

11:57 da manhã  
Blogger marta said...

Nem nos apercebemos que as certezas que pensamos presente, são já passado.
beijinho e bom fim de semana

5:47 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Um beijinho e bom fim de semana também, Marta.

6:54 da tarde  
Blogger António Oliveira said...

Eu já deixei de ter certezas e procurar respostas. Ando à procura do porquê das interrogações que a vida me obriga diariamente a fazer. Estarei lúcido?

5:25 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Lucidíssimo, caro António Oliveira, a avaliar pelos posts que diariamente lhe leio.

6:13 da tarde  
Blogger LB said...

Ai o Tempo, amigo Torquato...

Grande abraço

10:18 da tarde  
Blogger manueladlramos said...

O ardina debaixo da árvore (que os arquitectos não contemplavam -literal e figuradamente falando...) no seu sizento projecto para a Praça da Liberdade e para a Avenida dos Aliados

Abraço do Porto

8:41 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Manuela:
Tenho acompanhado esse processo e estou convosco.
Obrigado e um abraço.

10:13 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home