segunda-feira, setembro 29, 2008

Só tu















Cais das Colunas/Foto TL, Set. 2008

Só tu sabes os segredos
mais íntimos de mim
e conheces os medos,
mistérios e enredos
que do princípio ao fim
me percorrem os dias.

Mas também as alegrias
que partilho contigo
todas, uma por uma,
sem que subsista o perigo
de te esconder alguma.

Só tu sabes como sou,
embora imperfeito,
alguém que se moldou
à curva do teu peito.

9 Comments:

Blogger addiragram said...

Lindíssimo o último verso,belo todo o poema...Não me esqueço também da fotografia, particularmente feliz.


Um grande beijinho

10:17 da tarde  
Blogger andorinha said...

Dizer em poema, assim como o fazes, é amar ainda mais.
Um beijinho.

2:12 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Beijinhos também, Margarida e "Andorinha".

9:18 da manhã  
Blogger Once said...

"embora imperfeito .." coisa que não se pode dizer deste pedaço Caro Torquato .. :) mais um ..

3:05 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

:), cara "Once"...

5:30 da tarde  
Blogger claras manhãs said...

Já puseram as colunas?
Yeees!!! as saudades que tinha de as ver. Não será a mesma coisa mas só saber que já lá estão...

Quando nos conseguimos moldar na curva do peito....está tudo dito

Beijinho

11:15 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Já lá estão, Minucha. Agora vamos ver quanto tempo demora o resto...
Beijinho também.

8:57 da manhã  
Blogger Jacqueline said...

Querido poeta,
estou encantada com teus versos, você me preenche com imagens e letras que se aglutinam e formam lágrimas no canto dos meus olhos!

Abraço de uma brasileira poeta, pintora e chorona! rsss

Jacqueline Salgado

8:54 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Obrigado, Jacqueline.

9:49 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home