segunda-feira, fevereiro 08, 2010

Relativo

Jardim de São Pedro de Alcântara
Nenhuma dor se mantém
quando uma dor maior lhe sobrevém.
Aquilo que hoje tens por excessivo
e nunca imaginaste suportar
pode amanhã ser lenitivo.
Importa é que não deixes de lutar
porque tudo na vida é relativo.

7 Comments:

Blogger joão eduardo said...

Caro Torquato

Como um poema tão pequeno insere uma dimensão tão grandiosa de esperança e perseverança. Mesmo infinita.
Obrigado.

4:01 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Eu é que agradeço as tuas palavras, caro João.
Um forte abraço.

4:20 da tarde  
Blogger jrd said...

Magnífico!
De dor em dor se faz a luta e se conquista a liberdade e a vida.
E tu que lutaste e lutas sabe-lo bem.
Um abraço

4:40 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Um abraço também, caro JRD.

6:15 da tarde  
Blogger CPrice said...

.. teremos sempre às costas o peso que as mesmas aguentam?
(às vezes é dificil de acreditar nessa justiça)

adorei*

2:46 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Um beijinho, Catarina.
(Extensivo à Princesa, claro...).

4:46 da tarde  
Blogger mdsol said...

:))

9:04 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home