segunda-feira, janeiro 03, 2011

Armazém da memória

Cresce o gladíolo na varanda

Como se fosse um armazém,
a memória retém
o que algum dia se viveu
mas também o que jamais
extravasou os umbrais
do sonho e só aconteceu
na imaginação.
Em tamanha confusão
entre o vivido e o sonhado
a gente às vezes nem sabe
o que em bom rigor lhe cabe
meter no rol do passado.
Pois não raro, bem ou mal,
é mais verdade o imaginado
do que o real.

20 Comments:

Blogger Zélia Guardiano said...

Magnífico, Torquato!
Magnífico!
Verdade absoluta em formato de lindos versos...
Presente de Ano Bom!
Abraço.

9:50 da manhã  
Blogger António Baeta said...

É bem verdade, Torquato!

Que viva a fantasia, já que a chamada realidade não consegue acompanhar a nossa imaginação. :)
Um abraço, novo.

12:44 da tarde  
Blogger MeuSom said...

Feliz Ano Novo Torquato!
Teu poema é lindo!

12:58 da tarde  
Blogger jrd said...

Bem imaginado este retorno real.
Abraço e bom 2011

2:51 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Abraços e votos de um excelente 2011 também, caros Zélia, Toy, "MeuSom" e João!

3:36 da tarde  
Blogger mariagomes said...

Gostei, amigo! Gostei muito deste teu poema.

Feliz 2011,

tudo de bom

beijinhos
maria

3:46 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Beijinhos e igualmente tudo de bom para ti no novo ano, Maria!

3:54 da tarde  
Blogger addiragram said...

A nossa fantasia tem uma força imensa e para o poeta ela é a "real" realidade. Um abraço e votos de um BOM ANO.

5:42 da tarde  
Blogger Do Médio-Oriente e afins said...

Feliz Ano Novo, que permite a memória de gratas recordações comuns de outros tempos. Armazenadas, sim, mas esquecidas, nunca.

6:32 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Abraços e Bom Ano também, caros Margarida e "Do Médio-Oriente..."!

6:41 da tarde  
Blogger mdsol said...

Claro que gostei das palavras, mas folgo muiiiito em ver o "galodíolo" tão viçoso.

:))))

7:14 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

O "galodíolo" e seu dono agradecem, cara Mdsol!

:))))

7:20 da tarde  
Blogger luisa said...

Que importa se foi sonho ou realidade. Foi vivido. É lembrado. Um bom Ano!

10:05 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

É isso mesmo, Luísa. Bom Ano também!

9:42 da manhã  
Blogger Carminda Pinho said...

Que bonito que ficou o gladíolo!:)
Belo armazem da memória!

Bom Ano, Torquato
Bjs

3:42 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Olá, Carminda, Bom Ano e bjs também!

9:39 da manhã  
Blogger ctorquato44 said...

Verdade absoluta essa sua postagem. Fantástica sintese de sentimentos, só podia ser um Torquato. Brincadeira à parte, feliz 2011, com muita expressão de idéias e realizações.
ctorquato44.blogspot.com

12:52 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Feliz 2011 também, caro Carlos Torquato!

9:39 da manhã  
Blogger MeuSom said...

descobri que o passado só existe quando a memória nos atraiçoa e morre...
enquanto a memória estiver viva, só existe presente
e sim, concordo que o que se vive com um pé na lua e outro na terra é por vezes mais marcante que o real
penso que talvez porque é principalmente registado pela alma...
abraço, Torquato

2:33 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Sábias palavras, Maria! Retribuo o abraço.

4:53 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home