quinta-feira, agosto 16, 2007

Quando se ama









Silves
Foto TL, 2007

Decerto pensas: quando se ama,
não há nada a fazer.
Eu, porém, digo-te: há tudo.
Menos do que isso extingue a chama
com que importa manter
alto o amor, que é o melhor do mundo.

Não permitas que, sobre a sedução,
se instale o rotineiro
correr dos dias iguais.
A permanente paixão
deve estar sempre primeiro
que tudo o mais.

No amor não há terrenos
ganhos em definitivo
e todo o esforço é de menos
para o manter vivo.

O amor só subsiste e tem sentido
se for a todo o tempo merecido.

12 Comments:

Blogger JRL said...

Precisamente a minha convicção! Belo poema. Um beijinho.

6:41 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Outro beijinho, Joana.

8:07 da tarde  
Blogger Susana Barbosa said...

Tudo a fazer. Jamais deixar de amar!

Bjinho Torquato

4:15 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Bjinho também, Susana.

9:52 da manhã  
Blogger marta said...

Gosto tanto de Silves!
Há sítios assim de encantamento, sem saber muito bem o porquê.

Uma coisa é o que se deve, deveria fazer; outra e normalmente a mais usual é o que se faz, ou o que o tempo faz, sem mesmo nos apercebermos que para aí estamos deslizando.

Lindíssimo o poema.


beijinho Torquato da Luz

5:44 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Também gosto muito de Silves, Marta.
Igualmente de acordo quanto ao resto.
Mais um beijinho.

6:07 da tarde  
Blogger Menino Mau said...

sempre em forma torquato...

9:56 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Um abraço, Menino Mau...

3:25 da tarde  
Blogger nana said...

tão verdade...

5:55 da tarde  
Blogger a.filoxera said...

Grande verdade. Não será um desperdício insistir numa relação unívoca?

12:18 da manhã  
Blogger sonhadora said...

Não conhecia, de todo, o teu blog. Sou uma modesta sonhadora que precisa da poesia como se de oxigénio se tratasse. Tenho um humilde blog onde falo da minha paixão com as palavras que os poetas me emprestam.Também já escolhi as tuas.
A imagem é excelente. Terra de sonho esta que o Arade banha.
Beijinhos embrulhados em abraços

4:57 da tarde  
Blogger Fatyly said...

Portugal tem de facto locais lindissimos como lindissimo é este teu poema.

Beijos

9:53 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home