quarta-feira, maio 07, 2008

Assombro













Jacarandá
de Lisboa
Foto TL

Vou pousar a cabeça no teu ombro
até que a dor me passe e venha o dia
de descobrir de novo aquele assombro
com que, ao ver-te, o olhar se me tolhia.
O dia que, entre os dias, seja o dia
de sentir que o mistério do teu ombro
me deu de volta o mundo em que vivia
num tempo que era feito do assombro
com que o sonho dá corda à fantasia.

12 Comments:

Blogger Once In a While said...

A doce ilusão de voltar a ter o que já se teve como que em primeira descoberta ..
Lindo este .. também.

5:23 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

É isso, cara "Once...".
Um bj.

10:45 da tarde  
Blogger addiragram said...

"Ouvi" Camões por de trás deste belo poema.O assombro dos jacarandás é um bonito fundo. Parabéns!

4:19 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Obrigado, Margarida. É sempre tempo de "ouvir" Camões. E, nesta altura do ano, o fundo lisboeta dos jacarandás ajuda muito.

6:14 da tarde  
Blogger Sophiamar said...

Uma bela estrofe de nove versos, com rima cruzada ( emparelhada em dois versos) que convida à leitura.
Para quem gosta de poesia, foi mesmo um momento de assombro.
O amor cantado assim é muito bonito. Um sujeito poético muito terno. A saudade, um tema sempre gostoso de ler.

Beijinhos

9:30 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Beijinhos também, cara Isabel.

9:13 da manhã  
Blogger Huckleberry Friend said...

Que prazer, o de ver os jacarandás em flor! Só é pena que hoje o céu não esteja como nessa foto, Torquato. Faz um contraste muito mais bonito do que o cinzento-murcho desta sexta-feira. Abraço!

5:25 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Os jacarandás lisboetas são uma velha paixão, Pedro... Outro abraço.

8:26 da tarde  
Blogger Tinta Azul said...

Das palavras, como sempre, gosto.
Embora não seja de Lisboa, de tanto ir e gostar de olhar a cidade [e todas as coisas por onde passo], na Primavera do ano passado, apaixonei-me pelos jacarandás ali pertinho do Museu Nacional de Arte Antiga.
Espero que, na próxima segunda-feira, o tempo [o atmosférico e o outro] me permitam umas fotografias.
:)

11:31 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

E não deixe de as mostrar lá no seu excelente "aluaflutua", cara Tinta Azul.

8:47 da manhã  
Blogger JRL said...

bela fotografia, de assombro! um beijinho.

10:04 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Outro beijinho, Joana.

3:53 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home