quinta-feira, outubro 11, 2007

Intriga












Foto TL

Há quem diga que os deuses, caprichosos,
chamam mais cedo aqueles a quem amam.
Tudo, porém, não passa de uma intriga.
Não só porque os deuses não existem
mas sobretudo porque, a existirem
e terem capacidade de amar,
chamariam primeiro, não os amados,
mas quem importa cativar para o amor:
os de coração cheio de ódio e soberba,
que abundam por aí.

10 Comments:

Blogger Susana Barbosa said...

:) seria bom!
bjinhos

2:27 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Bjinhos também, Susana.

9:24 da manhã  
Blogger addiragram said...

A chamada "providência divina"!Às vezes dá jeito imaginar...

10:30 da manhã  
Blogger Mïr said...

Gostei de ler esta possibilidade da poesia.

2:09 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Pois é, Addiragram...

Ainda bem, Mïr!

4:03 da tarde  
Blogger António Baeta said...

Se eu fosse deus assim faria, mas teria sempre que me haver com o plano que criei para eles e com essa do livre arbítrio, que por vezes me esqueceria de que existe, por ausência de participação democrática nas minhas decisões.

4:36 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Do que tu te livraste, não sendo deus, caro Toy...

5:38 da tarde  
Blogger JRL said...

Como tal, há qualquer coisa que vai mal: ou porque os deuses não existem; ou porque existem, mas precisavam de reoganizar prioridades... um beijinho

1:10 da tarde  
Blogger Fatyly said...

Bem pensado, oh poeta!

Beijos

6:29 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Beijinhos também, Joana e Fatyly.

7:18 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home