quinta-feira, dezembro 13, 2007

Espelho












Foto TL

Quando te vires ao espelho e não gostares,
evita culpar o espelho.
Por mais que procurares
- coisa que não te aconselho -,
não há-de ser por aí
que encontrarás
a razão que te faz
desgostar de ti.

A imagem fiel não é aquela
que o espelho oferece
mas uma outra, singela,
que, no entanto, revela
muito mais do que parece.
É a que, sem correcção,
sai do próprio coração
e, uma vez desfocada,
não pode dar-nos mais nada
que não seja solidão.

11 Comments:

Blogger LB said...

Diz-me tu espelho meu...

Abraço

4:27 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Bem a propósito, Luís... :)
Outro abraço.

5:54 da tarde  
Blogger Laura Lara said...

Que bonito, Torquato!
Bom fim-de-semana e beijinhos

8:28 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Bom fim-de-semana e beijinhos também para ti, Laura.

1:07 da tarde  
Blogger JRL said...

coração focado... :). um beijo e um bom fim de semana.

11:17 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Outro beijo, muito grato, Joana.

9:41 da manhã  
Blogger andorinha said...

Que nunca se culpe o espelho. A solidão é a dor maior.

2:09 da manhã  
Blogger José Roldão said...

Segundo Jorge Luís Borges, os espelhos e a cópula são abomináveis... porque multiplicam os homens.

Venho frequentemente ao seu blog. Gosto muito daqui.

Bons ventos!

5:37 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

É isso mesmo, Andorinha.

Venha sempre, José Roldão.

9:54 da manhã  
Blogger Tó Gomes said...

ao espelho o sorriso empático a auto-compreensão, vida nulo, tu infinitos.

2:18 da tarde  
Blogger Fatyly said...

Não uso espelhos nem sofro de solidão.

Que maravilha de poema!

Beijos

7:03 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home