segunda-feira, dezembro 17, 2007

Outra vez Natal















Foto TL

Por muito que renasças e redigas
tudo quanto disseste há dois mil anos,
por muito que, por cima das intrigas,
das falsidades e dos desenganos,
a tua voz de novo se levante
e fira os vendilhões e os tiranos,
por muito que, outra vez, o galo cante,
anunciando a luz de mais um dia,

o presépio que o mundo te há-de dar
esconderá sempre, implacável e fria,
a cruz em que te vai crucificar.

30 Comments:

Blogger LB said...

E (uma vez em) cada ano, ele é comemorado. Como se bastasse...

Abraço

10:43 da manhã  
Blogger Laura Lara said...

Sem dúvida, Torquato.
Beijinhos e uma boa semana

11:07 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Pois é, Luís. Outro abraço.

Também para ti, Laura.

5:35 da tarde  
Blogger Fatyly said...

Salda-se pela solidariedade a todos os níveis, desta quadra, já que se esquecem que Natal deveria ser todos os dias.

Parabéns poeta e queres um sonho de abóbora acabadinho de ser feito?:)

Um beijo

7:06 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Quero, Fatyly. Gosto de sonhos - e de abóbora, então...
Outro beijo.

8:24 da tarde  
Blogger RAA said...

Fantástico, caro Torquato. Pessimista, mas lúcido.
Um abraço.

11:29 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Um abraço também, Ricardo, com votos de Bom Natal!

9:39 da manhã  
Blogger António Baeta said...

É preciso sacudir, sim, Torquato.
Posso transcrevê-lo? (com menção do autor, evidentemente)
Um abraço.

10:39 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Claro, Toy.
Boas Festas e Feliz 2008!

2:10 da tarde  
Blogger JRL said...

De implacável lucidez. Um beijo. E votos de um bom Natal, Torquato, junto de quem lhe faz bem.

6:33 da tarde  
Blogger alfacinha said...

Boas festas, cumprimentos de Antuérpia

8:17 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Também lhe desejo um bom Natal, cara Joana.

Retribuo com muito gosto, Alfacinha.

9:07 da manhã  
Blogger addiragram said...

Sonhos lúcidos ou sonhos que ignoram, teimosamente, verdades?
De qualquer forma, daqui, um beijinho, com votos de momentos verdadeiros.

9:58 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Todos os sonhos, Addiragram... Outro beijinho.

3:25 da tarde  
Blogger peciscas said...

Era de esperar esta lucidez, por parte de um poeta que não usa as palavras para simular sentimentos.
Como, infelizmente, tantas vezes acontece, sobretudo nestas épocas em que tradição nos manda sermos generosos, cordiais e amáveis.

5:25 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Obrigado pelas suas generosas palavras, caro Peciscas. Tenha um bom Natal!

8:29 da tarde  
Blogger Rui Caetano said...

O Natal canta todos os anos, mas continua a haver imensa gente que o não ouve.

11:49 da tarde  
Blogger Susana Barbosa said...

A frieza da cruz, não nos deixa sonhar com a magia das supostas palhinhas que envolviam o menino... ainda assim, o calor das palavras pode sempre transportar-nos a um amanhã melhor, sobretudo se a elas unirmos um gesto solidário!

Feliz Natal, Torquato!

Beijinhos

1:40 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Lamentável verdade, Rui Caetano.

Feliz Natal e beijinhos também, cara Susana

9:41 da manhã  
Blogger Vieira Calado said...

Meu caro:
Venho desejar-lhe um Feliz Natal.

E também dar-lhe conta dum projecto que envolve patrocínio de Ministério da Cultura, Academia de Música de Lagos, creio que câmaras municipais (entre outas entidades, uma espanhola), para divulgar os poetas do Algarve junto das escolas de Barlavento (39, se não estou em erro).
A ideia é comprarem livros aos autores para os colocarem nas escolas e depois fazerem sessões de música e recitação.
O homem que teve esta ideia pediu-me nomes. Tinha em carteira o nome do Ramos Rosa e pouco mais. Eu disse-lhe que tinha o seu contacto.

Se a ideia lhe agradar diga coisas, pois lá para o fim do ano saberei mais detalhes.

Um forte abraço

7:34 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Caro Vieira Calado:
Também lhe desejo Boas Festas.
Vou mandar-lhe um "mail".
Outro abraço.

8:08 da tarde  
Blogger nadir said...

Porque vou estar ausente e só regressarei após o natal, deixo desde já um abraço e votos de que passe estes dias com muita paz e ternura.

margarida

2:18 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Agradeço e retribuo os seus votos, cara Margarida.

6:04 da tarde  
Blogger susecris said...

Bonito poema Torquato! Muitos o deviam ler e pensar!
De qualquer forma, BOAS FESTAS!...

8:04 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Boas Festas também para si, Susana!

9:29 da tarde  
Blogger av said...

Apesar dos pesares - tão verdadeiro o seu poema, Torquato! - um Natal com muita paz e com tudo aquilo que é realmente importante.
Um beijo
Ana

10:38 da tarde  
Blogger RAA said...

Feliz Natal, caro Torquato :)}

1:23 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Também vos desejo um Natal feliz, caros Ana e Ricardo.

9:00 da manhã  
Blogger marta said...

Eu, como sempre já venho tarde para o Natal, que enfim e encolho os ombros.

Mas queria esclarecer, que só li este poema aqui , hoje a esta hora.
Pelos vistos as ideias andam por muitas cabeças....
Mas como não sou poeta...

Boas-Festas Torquato da Luz

beijinho grande

10:18 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Boas Festas, Feliz 2008 e outro beijinho grande, Marta.

9:09 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home