quarta-feira, dezembro 26, 2007

Post-Natal














Foto TL


Foi tempo de ser bom, de desejar
que toda a gente em volta
fosse saudável, próspera, feliz.
Foi tempo de esquecer, de perdoar
e de dar rédea solta
à ternura que de uso não se diz.

Mas eis que já regressa
à desfilada, a toda a pressa,
o tempo habitual.
O tempo de ter guardada
a máscara que há-de ser usada
no próximo Natal.

15 Comments:

Blogger Susana Barbosa said...

Anda assim... *Boas Festas* e um excelente Novo Ano 2008, Torquato!
Beijinhos

6:39 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

São esses também os meus votos, cara Susana. Beijinhos.

7:32 da tarde  
Blogger Laura Lara said...

Pois é, Torquato!
É neste planeta que vivemos.
Beijinhos

8:14 da tarde  
Blogger addiragram said...

O egoísmo e a hipocrisia fazem parte
da natureza humana,mas não poderemos
generalizar...se não estragamos o que ainda resta de bom. Um BOM ANO DE
2008!

11:26 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

E continuaremos a viver, Laura. Beijinhos.

Feliz 2008 também, Addiragram.

9:06 da manhã  
Blogger António Baeta said...

Enganaste-te, Torquato.
As máscaras usam-se já no próximo Carnaval. :))

5:48 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Achas, Toy? :))

6:28 da tarde  
Blogger RAA said...

Dois grandes poemas de Natal.
Um abraço.

6:37 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Outro abraço, com votos de um excelente 2008, caro Ricardo.

8:31 da tarde  
Blogger Sofia said...

Pena que o espírito da bondade não dura o ano todo. Boa reflexão.

Bom Ano de 2008 cheio de poesia, música, saúde, amor, dança, paixão e sonhos realizados...

beijinhos

4:59 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Um 2008 muito feliz, nesse belíssimo cais, Sofia. Beijinhos também.

9:45 da manhã  
Blogger Fatyly said...

Pena é que muitos não aprendam a lição. Grande mensagem neste poema tão rico.

Beijocas

7:19 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Beijocas também, querida Fatyly.

9:36 da manhã  
Blogger JRL said...

Olá Torquato,
Ainda que já aí esteja o tempo habitual, há mais qualquer coisa que a máscara deixou nesse recanto de onde saem estas belas palavras. E é uma coisa feita de ternura e de sorrisos, daqueles que nos apanham desprevenidos. É uma coisa boa. Um beijo e boas entradas, Torquato.

2:21 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Obrigado, Joana. Feliz 2008!

6:43 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home