terça-feira, março 03, 2009

Recomeçar





















Largo da Estrela / Foto TL, 2009

Quando a infância é um jardim perdido
que se dilui nas sombras da memória
e o que vês em redor perdeu sentido
para o epílogo ajustado à história
que um dia te contaram ao ouvido,

o melhor a fazer é não teres medo
e tramares para a vida um novo enredo.

10 Comments:

Blogger once said...

não ter medo é muito próprio da infância, de facto, Poeta .. e quantas vezes não reinventei já a vida pelos olhos da minha filha .. :)

5:05 da tarde  
Blogger jrd said...

Um enredo de serenidade e paz, porque o futuro jardim será de pedra.

9:06 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Um beijo para si, Catarina, e outro para a princesa Leonor.

É melhor não pensar nisso, jrd.

9:10 da tarde  
Blogger ADiniz said...

Vc tem uma fala
que me encanta meu olhar.
É lindo,
vou voltar,
pela palavra,
e voltar
pela imagem
e vol...,
a beleza do todo.
Um caloroso abraço daqui do sul do Brasil da Ana.

12:51 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Um abraço também (embora sem o calor brasileiro...), caríssima Ana.

5:41 da tarde  
Blogger addiragram said...

Um novo enredo, verdadeiramente novo, o que tantas vezes se sonha.

8:16 da tarde  
Blogger O Puma said...

Serenamente

os filhos ajudam a educar

os pais

a mandar pedras

ás esrelas

10:51 da tarde  
Blogger Susana Barbosa said...

Nunca é tarde para recomeçar...

2:39 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Abraços, caros Filipe e Susana.

9:41 da manhã  
Blogger Fatyly said...

Uma grande lição...

Beijos

6:55 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home