segunda-feira, abril 12, 2010

Gente

Esplanada no Rossio

Saio à rua para ver gente,
não há espectáculo maior:
cada pessoa, seja quem for,
é única, diferente
e dona de uma beleza
ímpar na natureza.

A cidade tem praças, monumentos,
prédios de vidro e cimento,
jardins e avenidas,
mas o mais atraente
é o corrupio de gente
que lhe dá vida.

Saio à rua para ver gente,
não sei de nada mais urgente.

11 Comments:

Blogger bons temposhein said...

E porque gente que somos, também nós, precisamos de ser vistos.
Abraço

6:40 da tarde  
Blogger Obtuso said...

Nada mais urgente que nos sentirmos gente no meio de gente!
E eu que tenho andado distraído com as declarações fiscais, nem tenho ligado ao que realmente a gente encontra e sente junto de gente.
Abração!

8:29 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Abraços retribuídos, caros JRD e Tibério!

9:35 da manhã  
Blogger mdsol said...

E, ao ler as suas palavras claras, sentimo-nos isso mesmo: gente!

:))))

10:48 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Sempre generosa, cara Mdsol...
Aproveito para a felicitar pelo aniversário. Que festeje muitos mais!

3:07 da tarde  
Blogger Mar Arável said...

Um pulmão que respira

Abraço

11:21 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Abraço também, caro Filipe.

9:54 da manhã  
Blogger Lumife said...

Uma visita que por me sentir gente aqui me sinto bem...

Um abraço

6:22 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Outro abraço, Luís!

9:00 da tarde  
Blogger Martha Helena said...

Sempre passo "clandestinamente" por aqui. Hoje não resisti em declarar formalmente meu encantamento.

Obrigada por compartilhar.
Martha Helena

3:18 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Um beijinho, cara Martha.
Apareça sempre, mesmo que "clandestinamente"...

1:43 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home