quinta-feira, maio 06, 2010

Tempo dos jacarandás

Rossio
Aproxima-se o tempo dos jacarandás
e já se vive um pouco na minha Lisboa
o prenúncio dos cheiros que a estação traz
para a festa que a todos atordoa.

Quando Maio acontece, a cidade prepara
o seu primaveril vestido azul-lilás
e corre a perfumar-se da essência rara
que exalam as flores dos jacarandás.

12 Comments:

Blogger Magnolia said...

Adoro Jacarandás.... aquele lilás...
Bj

5:42 da tarde  
Blogger Luísa said...

Meu caro Torquato, ainda não lho tinha dito, mas gosto muito de o ler. A sua poesia toca esta minha alma «prosaica». :-)
Quando chegarem os jacarandás, que ainda andam meio escondidos, e eu conseguir fotografá-los, espero que me permita que use estes seus versos para dar vida às minhas «naturezas mortas». :-)

5:46 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Eu também gosto muito, cara Magnólia, e todos os anos lhes dou as boas-vindas... Bj.

Minha cara Luísa, será uma honra ver um verso meu servir de legenda a uma das suas magníficas fotos lisboetas.

6:28 da tarde  
Blogger jrd said...

Ah Poeta! Como tu cantas a 'minha' cidade.
Obrigado
Um abraço

10:49 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Tua, mas minha também, há décadas...
Eu é que tenho a agradecer-te.
Outro abraço.

10:14 da manhã  
Blogger addiragram said...

Nossa! "Eles" aí estão à porta! O seu poema canta a festa da chegada!

Um abraço!

12:47 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

E é mesmo uma festa, cara Margarida.

Abraço também.

3:33 da tarde  
Blogger mdsol said...

Bonito,
como o azul-lilás dos jacarandás,
que pintalgam o branco de lisboa
e põem cor em lugares um tanto escuros.

:)))

6:03 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

:)))

9:07 da tarde  
Blogger ana said...

Mas já reparou que este ano folhearam antes de florir?

5:45 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Curioso, sem dúvida. Resta-nos esperar pelas flores, mais uns dias...

8:30 da tarde  
Blogger Marota said...

Jacarandá que palavra bonita. Pena eu viver longe e não poder vê-la todos os anos florir. Obrigado por me a ter mostrado este ano. Cumprimentos daqui do norte da Europa. I

2:13 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home