segunda-feira, abril 04, 2005

Raiz

Fui por amor e tive solidão,
busquei apoio e só me deste ausência,
como quem no lugar do coração,
feito apenas de lustre e aparência,
transporta a sua própria maldição.

Por isso, em cada dia, em cada hora,
te prometo esquecer e deitar fora.

Mas eis que tudo sempre recomeça,
meu amor de raiz, minha promessa.

(2005)

2 Comments:

Anonymous divulgação said...

quem se interessa pelas novidades literárias vem aqui:

www.icicom.up.pt/blog/muitaletra/

7:34 da tarde  
Anonymous divulgação said...

quem se interessa pelas novidades literárias vem aqui:

www.icicom.up.pt/blog/muitaletra/

7:35 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home