segunda-feira, março 28, 2005

Os serrenhos

Nos domingos de Verão, de manhã cedo,
passavam na estrada, à nossa porta,
carroças cheias de crianças, homens e mulheres.

Vinham da serra, quase Alentejo,
e iam ver o mar.
Lembro-me dos seus trajos pobres,
dos seus rostos morenos
e da alegria que mostravam.

Mais tarde, já na praia,
havíamos de vê-los, junto à espuma das ondas,
saltitando nas roupas íntimas,
que se colavam aos corpos marcados pelo sol.

E, embora exaustos, ao cair do dia,
de regresso ao ramerrão das suas vidas,
os serrenhos ainda cantariam.

(2005)

2 Comments:

Blogger JG said...

Saudades da minha infância, de ir ver os serrenhos na praia com os seus animais, na época das marés vivas, tomar o banho da purificação. Era uma cerimónia quase mística que se cumpria todos os anos. Apagou-se-me o nome que davam, na minha vila natal à beira do mar algarvio, a esses banhos. Mas a memória ficou, bem viva. O que se perdeu foi esse costume.

10:28 da manhã  
Blogger JG said...

De repente veio-me à memória o nome dos banhos iniciáticos que os serrenhos davam juntamente com os seus animais: era em meados de Junho, altura das marés vivas na zona de Monte Gordo, e a cerimónia tinha o nome de "S.João da Degola". A origem do nome não sei. Era frequente haver afogamentos por falta de hábito de lidar com o mar, pobres serrenhos.

11:41 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home