sexta-feira, maio 26, 2006

Sol










Acrílico sobre tela / Torquato da Luz, 2003

Era o odor das árvores
cedendo ao peso dos maduros
frutos de Verão.
Era a terra ressequida
e ao longe o mar, manso rumor.
Era o clamor das cigarras
gritando sede no pino da tarde.
E eras tu,
o sol acrescentado
ao sol que nos queimava.

(2006)

16 Comments:

Blogger RPM said...

Apenas para dizer que continua com uma capacidade poética muito interessante e bonita...

acedo a vários blogues de poesia e o comentário ao texto torna-se difícil....

um poema é uma criação muito pessoal...e, eu leio à minha maneira, sinto à minha maneira, meço à minha maneira...

desta forma, comentarei espaçadamente....mas visitarei assiduamente

abraço

tem obras plásticas bonitas

RPM

8:10 da tarde  
Blogger RAA said...

É verdade, não fazia ideia... Parabéns.

11:57 da tarde  
Blogger Cãocompulgas said...

Mais um que vou levar debaixo do braço e sair em bicos de pés...

beijinhos

12:01 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Rui e Ricardo:
Obrigado pelas vossas palavras. A pintura ocupa-me tempo roubado a outras coisas que tenho de fazer. Como a poesia.

9:57 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Fátima:
Pode "roubar" o que quiser. São para mim uma honra as gentilezas do "Cãocompulgas".
Beijinhos.

10:00 da manhã  
Blogger António Baeta said...

Essa sensação forte, de verão, no poema e, surpresa das surpresas, na pintura.

1:20 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Caro Toy:
Sem falsa modéstia, a minha actividade de pintor é tão discreta como me parece merecer. Por isso achei que não destoaria neste pessoal "Ofício Diário"...

3:19 da tarde  
Blogger Sofia Loureiro dos Santos said...

Cada um dos seus poemas é uma surpresa renovada. Se calhar como cada um dos seus quadros...
Gostei imenso.

3:35 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Sempre generosa, Sofia. Um beijinho.

8:18 da tarde  
Blogger Pink said...

Não lhe conhecia esta vertente de pintor com tinta ... pois com palavras sempre o foi!

Belíssimo post este: por momentos fui transportada para esta paisagem, este momento cheio de sol e odores ...

Um beijo

3:16 da tarde  
Blogger espumante said...

Pintura?
Há sempre um talento desconhecido...
Um abraço

7:36 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Caros Pink e Espumante, obrigado pelas vossas palavras. A pintura não passa de um "hobby". Falar de talento a esse propósito parece-me um exagero, embora simpático...
Abraços.

9:37 da tarde  
Blogger Laura Lara said...

Torquato
Que mais há para descobrir?
Poesia e pintura, conjugação perfeita.
Parabéns e beijinhos

12:38 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Obrigado e beijinhos também, Laura.

8:41 da manhã  
Blogger Helder Ribau said...

há blogs com qualidade... este é um deles

11:56 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Bem haja, Helder.

1:35 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home