sexta-feira, abril 28, 2006

O melhor

O melhor é soltar o coração
e deixá-lo, sem freios nem prisões,
correr as praias da invenção.

O melhor é libertá-lo
de quaisquer opressões,
jovem e feliz cavalo.

O melhor é partir à desfilada
sem olhar a mais nada.

(2006)

11 Comments:

Blogger Júlia said...

O melhor é poder correr nestas palavras claras, também elas "praias da invenção".


Júlia
Margarida

7:52 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Júlia e Margarida, parabéns pelo vosso blog, que já linkei.

9:30 da manhã  
Blogger Maria Costa said...

"O melhor é soltar o coração e deixá-lo correr as praias da invenção", ao estilo dos poetas.

Beijinhos.

4:00 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

E como ele corre, Maria do Céu...
Beijinhos também.

4:38 da tarde  
Blogger RAA said...

Já li e agradeci a carta do Ferreira de Castro que teve a grande gentileza de partilhar. Um abraço, reconhecido.

7:23 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Não tem que agradecer, caro Ricardo. Um abraço.

8:23 da tarde  
Blogger Claire said...

Cada vez que venho aqui é uma surpresa boa. Saio sempre com um sorriso.
Obrigada.

12:09 da manhã  
Blogger Scorpio said...

Coração solto que se prende em praias que vamos inventando todos os dias... O melhor mesmo é realmente soltá-lo e deixá-lo viver solto nas praias da nossa invenção. Obrigado por este belo momento.

Abraço,

MM

2:16 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Claire:
Não me canso da gritante juventude do seu "De Uso Diário".
Um beijo.

9:05 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Caro Torrão:
A sua "Forja" continua a oferecer-nos belos poemas.
Um abraço também.

9:07 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

12345

6:33 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home