terça-feira, outubro 30, 2007

Outono










Foto TL

Não temerás o Outono nem a morte,
que afinal é apenas aparente,
das folhas secas cobrindo a calçada.
Mas muito menos deixarás à sorte
aquilo que te importa ter presente
nesta etapa da breve caminhada:
aprender a viver o sofrimento
que te chega trazido pelo vento.

12 Comments:

Blogger JRL said...

Em qualquer etapa... Um beijo. Bom resto de semana.

12:37 da manhã  
Blogger Sofia said...

Belo poema sobre o Outono que este ano estava a tardar em aparecer com o seu friozinho e com as folhas no chão!

5:41 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Mas especialmente nesta, cara Joana. Outro beijo.

Obrigado, Sofia, e parabéns pelo "O meu cais".

8:52 da manhã  
Blogger Sofia Loureiro dos Santos said...

Gostei muito, Torquato.

9:16 da tarde  
Blogger RAA said...

Também eu. Um abraço.

10:26 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Abraços, Sofia e Ricardo.

9:05 da manhã  
Blogger addiragram said...

..."aprende a viver o sofrimento" sim,
mas não, no sofrimento!

8:52 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Claro, Addiragram.

10:14 da tarde  
Blogger Susana Barbosa said...

Belo poema do Outono.E da Vida...
Bjs

1:27 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Bjs também, cara Susana.

8:53 da manhã  
Blogger Fatyly said...

Não gosto nada do Outono mas gostei muito da tua mensagem poética.

Beijos

6:42 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Mais beijos, cara Fatyly.

8:02 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home