segunda-feira, outubro 24, 2005

Serenidade

Pela luz que derramam os teus olhos.
Pelo desenho musical da tua voz.
Pela brisa que sopra quando passas.

Pelo brilho do teu rosto.
Pelos cabelos que penteias
com um pente oferecido pelos deuses.

Pela serenidade que me trazes,
quando chegas.

Pela serenidade que me deixas,
quando partes.

(2005)

9 Comments:

Blogger António Baeta said...

Por tão pouco e por tudo isso.
Lindo!

11:38 da manhã  
Blogger TR said...

Muito sereno...

1:27 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Um abraço, António, aliás Toy.
Obrigado pela visita e o comentário, Teresa Rosa.

2:10 da tarde  
Blogger hfm said...

Gostei destes "pelo", "pela". Cantante.

4:44 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Um abraço, Helena!

5:27 da tarde  
Blogger Laura Lara said...

Estava mesmo a precisar de algo que transmitisse serenidade. Obrigada Torquato.

9:55 da tarde  
Blogger mariagomes said...

amén! é o que apetece dizer no fim.

beijinhos da
maria

8:44 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Os beijinhos de sempre, Laura e Maria!

10:19 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Dezembro,lá fora a agitação.
Aqui encontrei a "Serenidade" .
Obrigada . Felicidades muitas .

11:30 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home