sexta-feira, junho 22, 2007

Sentido















Jardim da Estrela
Foto TL

O sentido de tudo
é nada ter sentido.

Tu podes ser herói todos os dias,
praticando as maiores acrobacias.
Ou evitar fazer ruído
para não afligir as tias.

Podes, sei lá, andar na rua
como se fosse apenas tua.
Ou aplicar um sinapismo
sobre a pele do abismo,
tal um cão ladrando à lua.

Mas, por mais que faças, não
hás-de achar uma razão.

9 Comments:

Blogger Laura Lara said...

Faz-me sentido vir aqui. A razão, Torquato, é ler a beleza das tuas palavras.
Bom fim-de-semana e beijinhos

10:30 da manhã  
Blogger JRL said...

Ou julgando que achamos uma
Acabamos por não ter nenhuma...

Beijinhos

12:20 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Joana e Laura, beijinhos e bom fim-de-semana.

3:27 da tarde  
Blogger Mar Arável said...

TODA A VERDADE É RELATIVA - AINDA BEM - DIGO EU E OS MEUS SERRA DA ESTRELA

6:50 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Dizem os Serra da Estrela? Realmente, há coisas fantásticas...

8:05 da tarde  
Blogger Maria Cunha said...

"O sentido de tudo
é nada ter sentido."

nunca antes estas palavras fizeram, para mim, tanto sentido.

obrigada por mas dar a ler.

8:18 da manhã  
Blogger Fatyly said...

A vida é essa procura constante do que faz ou não sentido.
Parabéns poeta e recebe um abraço sentido:)

9:05 da tarde  
Blogger Rosa dos Ventos said...

Este poema tem um toque de todos os Pessoas!
Gostei...

11:23 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Ainda bem, Rosa.

3:39 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home