quarta-feira, janeiro 16, 2008

Em frente














Foto TL
Foi tudo errado. Não sobrou
nem uma réstia de sonho.
O que ficou,
não adianta escondê-lo,
é apenas o medonho
rasto de um pesadelo.

Depois de tanto esforço, tanto medo
e tanta dor,
não há qualquer segredo
quanto àquilo que te espera,
para além do pavor
de já não ser primavera.

E mesmo assim vais em frente,
sem temer o que há-de vir.
Não se é impunemente
filho de gente
que nunca soube desistir.

10 Comments:

Blogger addiragram said...

A decepção tem uma única obrigação-não destruir o sonho. E mesmo quando o destrói,ele luta, com
todas as forças que tem, para "explodir"no mais inesperado lugar...

4:37 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Obrigado pela constante atenção, cara Addiragram.

7:19 da tarde  
Blogger mariazinha said...

Chama-se Coragem, creio. Seguir em frente.

um beijo*

9:52 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Outro beijo, inconfidente Mariazinha.

9:59 da manhã  
Blogger JRL said...

A sua sensibilidade é imensa. Não, de facto, não me parece que se seja impunemente... ;) Um beijinho.

8:41 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Não se é, não, Joana... Outro beijinho.

9:35 da tarde  
Blogger Fatyly said...

A natureza desiste? e nós que fazemos parte dela...Desistir? NUNCA!

Este teu poema foi um dos mais belos que li sem disprimor da tua vasta obra!

Beijos

8:05 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Beijos também, querida Fatyly.

8:30 da tarde  
Blogger marta said...

Só espero que seja eu que não tenha razão.

Não sou capaz de mais nada dizer.
Gostava muito que não fosse assim.

É o Torquato?


Beijo grande

12:50 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Obrigado, Marta, e um beijo também.

8:54 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home