domingo, janeiro 27, 2008

Sem nome









Acrílico
sobre tela
TL, 2008
Nunca soube o teu nome nem preciso
de o saber, se inventei o paraíso
em cada gesto teu, em cada olhar,
e não há maior nome que o sorriso
com que sempre me acolhes ao chegar.

O que me interessa em ti não é o nome,
que certamente tens, mas eu não sei,
se tento apenas iludir a fome
que se apossou de mim e me consome
desde a primeira vez que te encontrei.

Ao nome que terás, seja qual for,
prefiro o que te chamo: meu amor.

12 Comments:

Blogger JRL said...

que belo nome ;). um beijinho e boa semana.

3:26 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Boa semana também e outro beijinho, cara Joana.

7:40 da tarde  
Blogger Fatyly said...

LINDOOOOOO!!!

Beijos

8:16 da tarde  
Blogger RAA said...

Perfeito.
Um abraço.

11:12 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Beijos também, cara Fatyly.

Outro abraço, caro Ricardo.

9:02 da manhã  
Blogger mariazinha said...

"...What's in a name? that which we call a rose
By any other name would smell as sweet;
So Romeo would, were he not Romeo call'd,
Retain that dear perfection which he owes
Without that title:--Romeo, doff thy name;
And for that name, which is no part of thee...
Take all myself..."

Shakespeare, "Romeo and Juliet" (II, ii, 1-2)

Fez-me recordar isto... e sorrir!

beijo*

4:29 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Pois é, cara inconfidente, "nihil novi sub sole" (Salomão, "Eclesiastes" I, 10). Na verdade, "there is nothing new under the sun"...
Outro beijo.

4:52 da tarde  
Blogger av said...

Torquato,
é espantoso como esta sua disciplina (quase) diária produz sempre poemas com tanta qualidade. Parabéns por ambos: talento e disciplina, ambos tão raros.
Um beijo
ana

9:00 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Obrigado pelas suas palavras amigas, Ana Vidal.
Outro beijo.

9:39 da manhã  
Blogger nadir said...

Gostei muito destas suas palavras tão suaves, tão macias.

um abraço

margarida

9:01 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Um abraço também, cara Margarida.

1:40 da tarde  
Blogger marta said...

Muiro eu gosto das suas telas...

este céu, está sublime

as pinceladas tão visíveis, quase cada uma em seu tom de azul

eligam-se bem o poema e a tela

Beijinho com muita amizade

11:41 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home