segunda-feira, dezembro 15, 2008

Pesadelos













Rua de S. Paulo / Foto TL, 2008

Há dias que são noites mais sombrias
do que as noites perdidas da infância
em que acordavas e apenas vias
em teu redor o escuro e a distância.

Há dias que, ao invés de serem dias
de sol, apenas trazem dor e ânsia
no interior das suas horas frias.

São dias feitos pesadelos
e importa esquecê-los.

11 Comments:

Blogger claras manhãs said...

Olá Torquato

.....e às vezes é tão difícil esquecer esses, precisamente.

beijinho

11:44 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Aí reside o problema, cara Minucha.

Outro beijinho.

4:01 da tarde  
Blogger once said...

como se esquecer fosse um verbo de tão fácil conjugação como .. beber.
Não é .. mas por aqui é assim, as letras rimam e fazem-nos pensar.

:)

5:25 da tarde  
Blogger addiragram said...

Há dias em que importa convocar todas as nossas melhores memórias. Elas são o material precioso que permite fazer face às noites mais sombrias.
E, um abraço amigo faz sempre bem.

10:53 da tarde  
Blogger mdsol said...

Claro que há dias escuros. Seguro que existem dias varridos pela insegurança. Mas... condição nossa de impuros... Há, existe sempre a Esperança!
Belas e profundas as suas palavras!
.))

11:04 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Catarina, Margarida e "Mdsol":

Muito grato pelas vossas reconfortantes palavras.
A dias escuros sobrevêm, não raro, outros intensamente luminosos.

Bjs.

10:24 da manhã  
Blogger Mar Arável said...

São os ciclos das marés

poeta

11:20 da tarde  
Blogger RFF said...

E entre a poeira dos dias, vivemos e sobreviveremos...

Saúde,

12:45 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Maus ciclos, caro Filipe...

Sobreviveremos?
Saúde também, RFF.

9:04 da manhã  
Blogger Fatyly said...

Gostei muito e a foto ilustra bem o que escreves, porque na solidão de ruas tristes, sombrias e sinuosas as esquinas de pesadelos...fazem parte da vida e há que saber torneá-los.

Um abraço

12:50 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Sempre querida, Fatyly.
Outro abraço.

5:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home