domingo, dezembro 07, 2008

Entrega













São Pedro de Alcântara / Foto TL, 2008

Nunca serás feliz se não te deres
por inteiro ao que fazes
e de pronto não puseres
até nas coisas mais fugazes
toda a força que puderes.

Quem se entrega somente por metade
jamais verá na vida
a meta da corrida
para a felicidade.

5 Comments:

Blogger mdsol said...

Bonito poema, de palavr assábias lúcidas e eficazes.
Quando dizemos "quero ser feliz" afirmamos, na realidade "quero ser". E para sermos temos de agir...e não queremos ser só... metade!
Gostei muito
:))

11:05 da tarde  
Blogger Fatyly said...

SEm qualquer dúvida e dizes de uma forma poética que enleia.

Beijos poeta

2:27 da tarde  
Blogger Torquato da Luz said...

Beijos também, querida Fatyly.

6:09 da tarde  
Blogger once said...

tão pesada e cheia a palavra "nunca" Caro Poeta
:)

9:29 da manhã  
Blogger Torquato da Luz said...

Pois é, caríssima Catarina.
:)

9:48 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home